24 C
Cuiabá

Técnicos administrativos da UFMT confirmam greve geral para sexta-feira (30)

Os técnicos administrativos da UFMT decidiram participar da greve geral nesta sexta-feira (30.06). Durante assembleia geral da categoria, os trabalhadores aprovaram por unanimidade fechar a universidade para o trânsito de veículos, considerando que os professores também aprovaram participar da greve geral. Uma panfletagem deverá ser realizada na guarita principal às 07h30. No período vespertino, eles seguirão para o centro da capital onde haverá um ato unificado contra as reformas trabalhista e da previdência, além Fora Temer.

“Temos um presidente corrupto. Isso é fato, não existe mais dúvida. O que falta acontecer para que Temer perca o poder? Mesmo neste cenário, o Governo insiste em aprovar reformar que retiram direitos trabalhistas, que vão certamente ampliar a crise econômica e social. A população está contra estes projetos, e vamos sim lutar para barrar estes ataques”, destacou a coordenadora geral do Sintuf, Leia de Souza Oliveira.

 A greve geral desta sexta-feira foi aprovada por todas as centrais sindicais que representam os trabalhadores, independente da corrente ideológica. Veja a nota emitida: 

As Centrais Sindicais têm acompanhado cotidianamente os desdobramentos da crise econômica, política e social, bem como a mais ampla e profunda tentativa de retirada dos direitos dos trabalhadores, através da tramitação das Reformas Trabalhista e da Previdência no Congresso Nacional.

 A ação unitária das Centrais Sindicais tem resultado em uma grande mobilização em todos os cantos do país, como vimos nos dias 08 de março, 15 de março, na Greve Geral de 28 de abril e no Ocupa Brasília em 24 de maio. Como resultado do amplo debate com a sociedade e das mobilizações, conseguimos frear a tramitação da Reforma da Previdência e tivemos uma primeira vitória na Reforma trabalhista, com a reprovação na CAS (Comissão de Assuntos Econômicos do Senado).

 Mas ainda não enterramos essas duas reformas, e por esse motivo, continuamos em luta.

Nesse contexto, as Centrais Sindicais reunidas no dia de hoje conclamam todas as entidades de trabalhadores a construir o dia 30 de junho de 2017 e o seguinte calendário de luta:

  • 27 de junho: audiência dos Presidentes das Centrais Sindicais no Senado;
  • 27 a 29 de junho: atividades nos aeroportos, nas bases dos senadores e no senado federal;
  • 30 de junho: Vamos parar o Brasil contra a reforma trabalhista, em defesa dos direitos e da aposentadoria.
  • No dia da Votação da Reforma Trabalhista no Senado: mobilização em Brasília

Estamos certos de que a unidade de ação é crucial na luta sindical sobretudo em momentos conturbados como o que atravessamos.

Compartilhar post:

Popular

Mais como isso
Related

Em Votação: Assembleia avalia nesta terça proposta do Governo

O Comando de Greve dos trabalhadores técnico-administrativos da UFMT...

GREVE: Técnicos da UFMT avaliam nova proposta do Governo Federal

Os trabalhadores técnico-administrativos da UFMT fizeram o debate sobre...

Sintuf convoca assembleia geral de greve para quinta-feira (13)

O Sindicato dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Educação da Universidade...
Feito com muito 💜 por go7.com.br