27 C
Cuiabá

Reunião com a Ebserh: Trabalhadores do HUJM terão Tai Chi Chuan

Os trabalhadores do Hospital Universitário Júlio Muller terão aulas de Tai Chi Chuan. A novidade foi conquistada na terça-feira (05.02) durante reunião entre o Sindicato dos Trabalhadores Técnico-administrativos da UFMT (Sintuf-MT) e a Ebserh. A ação fará parte da política de humanização do hospital, cumprindo inclusive com recomendações do Sistema Único de Saúde. O compromisso foi firmado pela superintendente do hospital, Elisabeth Aparecida Furtado de Mendonça.

“Nós apresentamos uma série de reivindicações à direção do HUJM no mês de outubro de 2018, e nesta reunião buscamos as respostas. Os problemas estruturais foram praticamente todos sanados, como a falta de material básico de consumo, algumas goteiras e aparelhos condicionadores de ar. Sobre a saúde do trabalhador, conquistamos que a administração do hospital irá investir nesta área, sendo o primeiro passo as aulas de Tai Chi Chuan”, destacou o coordenador geral do Sintuf, Fábio Ramirez.

Outro ponto debatido durante a reunião foi a renovação da força de trabalho no HUJM. Quando um trabalhador do regime único se aposenta, a matrícula volta para UFMT. Este movimento faz com que a cada dia seja reduzido o número de trabalhadores RJU no hospital. “Conversamos com a superintendência do HUJM que se mostrou sensível ao problema. Vamos iniciar um novo diálogo, desta vez com a Reitoria da UFMT, para que as vagas do hospital continuem no hospital”, pontuou Ramirez. A mudança fará com que o atendimento do hospital melhore, uma vez que cada trabalhador que aposentar irá gerar duas novas vagas, uma no regime único e outra via CLT na Ebserh.

As respostas oficiais do HUJM serão compartilhadas no site do Sintuf-MT

 

Escala

O respeito aos direitos conquistados pelos trabalhadores também entram na pauta de discussão. Os representantes do sindicato mostraram que o trabalho de montagem de escla efetuado pela comissão paritária do sindicato e da direção não está sendo cumprida. A Ebserh estaria utilizando novos normativos para impedir as escalas construídas pelos trabalhadores. O assunto não teve consenso e uma nova reunião deverá ser marcada.    

 

Matéria Daniel Dino

Assessoria Sintuf-MT

Compartilhar post:

Popular

Mais como isso
Related

CNG da FASUBRA participa de Audiência Pública no Senado Federal: o combate à LGBTIfobia

Na última quarta-feira, 15 de maio, aconteceu na Comissão...

CNG da FASUBRA participa de Audiência Pública da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados

O Comando Nacional de Greve – CNG da FASUBRA...

Ato unificado marca 5º Café da manhã com Lula

Na manhã desta sexta-feira, 17 de maio, aconteceu mais...

Novo Ensino Médio é uma ameaça ao futuro da classe trabalhadora

O Novo Ensino Médio (NEM), elaborado no governo do...
Feito com muito 💜 por go7.com.br