30 C
Cuiabá

Participe do Ato em defesa da educação superior pública dia 12

O Comando Local de Greve convoca a todos os trabalhadores para participarem do Ato na Assembleia Legislativa que irá debater a educação superior pública no Brasil. O ato público será realizado na próxima terça-feira (12.12) às 09 horas. Na UFMT, os trabalhadores poderão se concentrar no Sintuf-MT, de onde sairá um ônibus às 08h30.

 

“Buscamos o apoio do deputado estadual Allan Kardec para ampliar este debate da educação superior pública. A UFMT está com suas contas de energia elétrica atrasadas, com o orçamento insuficiente para terminar o ano, com as políticas estudantis seriamente ameaçadas e a sociedade não está sabendo”, destacou a coordenadora jurídica do Sintuf, Luzia Machado Melo.

 

A definição do ato foi feita pelo Comando Local de Greve durante reunião junto ao deputado na última sexta-feira. “Os trabalhadores do Sintuf-MT não estão sozinhos nessa luta. A UFMT é a maior responsável pelo desenvolvimento humano de nosso Estado, uma instituição que sempre deu oportunidade de transformar realidades sociais por meio da educação. É um absurdo ver o risco de cobrança de mensalidade”, reforçou o deputado Allan Kardec.

 

A greve na UFMT teve início no dia 10 de novembro.

 

Eixos da Greve:

Defesa da Carreira dos TAES!

Negociação Salarial Já! Nenhum direito a menos!

Contra o aumento da contribuição previdenciária! Não à Reforma da Previdência!

Revogação do PDV!

Em defesa do ensino superior público, gratuito e de qualidade!

Em defesa dos serviços públicos!

Contra o PLS 116/17 – demissão por avaliação negativa (fim da estabilidade)

Em defesa dos hospitais universitários.

Campanhas gerais:

Participar da campanha pela revogação da reforma trabalhista

Campanha contra a retirada do título de patrono da educação de Paulo Freire.

Contra a reforma da previdência

FORA TEMER!!!

Campanhas de esclarecimento específicas:

Desmonte da carreira

Contra o Fim da estabilidade – demissão por avaliação negativa

PDV

Implicações da reforma trabalhista – terceirização nas universidades.

Em defesa da jornada de 30 horas (jornada contínua com turnos ininterruptos)

Em defesa dos Hospitais universitários! Revogação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) e em defesa dos empregos dos trabalhadores ebserhianos.

Contra a retirada de qualquer direito adquirido pela Categoria.

Reposicionamento dos aposentados, 30 horas, 26%.

Paridade entre ativos e aposentados

Contra qualquer perseguição e demissões a qualquer ativista da base da FASUBRA! Reintegração dos demitidos já!

 

Compartilhar post:

Popular

Mais como isso
Related

GREVE NA EDUCAÇÃO: Trabalhadores da UFMT rejeitam proposta do Governo

Os trabalhadores técnico-administrativos da UFMT rejeitaram a proposta apresentada...

Assembleia Geral de Greve será nesta terça-feira (28)

O Comando de Greve, por meio da Coordenação Colegiada...

Coletiva de Imprensa: a greve da educação federal e as negociações com o governo

Os CNGs das entidades representativas da educação federal em...

Assembleia Geral 23.05

https://youtube.com/live/w6SuspoRotQ?feature=share
Feito com muito 💜 por go7.com.br