19 C
Cuiabá

Live dos trabalhadores: Entidades lançam carta em defesa da vida

O Sintuf-MT parabeniza a todos os trabalhadores neste 1º de maio, e, em meio a quarentena da pandemia, têm uma proposta diferente para você técnico-administrativo da UFMT. Participe do debate de lançamento da ‘Carta em Defesa da Vida’, um documento assinado por vários sindicatos que trata de ações concretas do poder público para garantir a vida da população, ela é a prioridade. O lançamento e debate será feito às 19h30 com transmissão oficial da fanpage da Adufmat no Facebook

A coordenadora de saúde do Sintuf-MT, e representante dos técnicos administrativos da UFMT na Fasubra, Marillin Castro, irá participar do evento. “Estamos presenciando a situação caótica de hospitais pelo país onde médicos estão tendo a desumana tarefa de escolher quem será atendido e quem será entregue à morte. Isso já é realidade nos Estados do Amazonas, Pará, Ceará, Rio de Janeiro, e muito em breve São Paulo. O Covid-19 está matando a população, e em nosso Estado, ao invés de ver o sofrimento que está havendo ao nosso lado, está afrouxando as medidas de isolamento social, nossa única defesa. Vamos fazer uma reflexão sobre essa e muitas outras ações que são urgentes para defender a vida mato-grossense, sempre ponderando pelo bom senso e argumentação científica”.  

VEJA AQUI A CARTA QUE SERÁ LANÇADA

A coordenadora da Live, professora Lélica Lacerda, diretora de Imprensa de um dos sindicatos signatários da carta (a Adufmat-Ssind), afirmou que as entidades pretendem também demonstrar à população a necessidade de uma transformação radical da sociedade. “De que adianta o desenvolvimento de inteligência artificial se deixamos seres humanos morrerem de fome todos os dias? De que adianta podermos ir ao espaço, se por negligência estamos naturalizando as mortes por asfixia de milhares de pessoas? Se no Brasil perdermos a capacidade de nos chocar com milhares de mortes, então o mal-estar civilizatório caminhará pela ruptura com a civilidade? Optamos pela barbárie? Transformar radicalmente as estruturas desiguais que geram desigualdade: este é o caminho!”, afirma a docente. 

Quem estiver assistindo a live poderá enviar perguntas aos palestrantes, assim como depoimentos para contribuir com o debate. 

jornalista Daniel Dino

Assessoria Sintuf-MT

Compartilhar post:

Popular

Mais como isso
Related

Colações de grau não são consideradas serviços essenciais

O Comando de Greve dos Técnicos Administrativos da Universidade...

Tentativa de Golpe

O SINTUF vem a público informar que está havendo...

Nota de Esclarecimento sobre a Greve dos Técnicos Administrativos da UFMT

O Comando de Greve dos Técnicos Administrativos da Universidade...

Comando de Greve debate funcionamento do Hospital Veterinário da UFMT em Sinop

O funcionamento do Hospital Veterinário da UFMT em Sinop...
Feito com muito 💜 por go7.com.br