22 C
Cuiabá

Ofício Paralisação dia 28 de fevereiro

Senhora Reitora,

 

Servimo-nos da  presente para comunicar a Vossa Senhoria que em Assembleia Geral realizada no dia 22 de fevereiro, após debates sobre os últimos acontecimentos conjunturais e considerando:

  1. Que o Governo recuou com seu intento de aprovar a Reforma da Previdência, por não conseguir apoio de sua base política para mais esse ataque aos trabalhadores,
  2. Que é necessário manter o estado de alerta e mobilização,  pois outros ataques continuam em curso, como o desmonte da Carreira – PCCTAE e ameaça de privatização a Universidade, sedimentada pela campanha de difamação dos gestores dessas instituições,
  3. A necessidade de ampliação da campanha de implementação da jornada contínua de trabalho na UFMT;

DELIBEROU:

  1. Manter a paralisação do dia 28 de fevereiro, dando um caráter localizado com destaque aos seguintes eixos:
    1. Defesa da Carreira Nacional dos Técnico-Administrativos;
    2. Manutenção dos Concursos dos cargos vagos;
    3. Contra o Decreto que extingue 60 mil cargos no funcionalismo público federal;
    4. Contra a   cobrança de mensalidades nas Universidades Públicas e os ataques midiáticos as gestões dessas instituições;
    5. Implantação da Jornada Contínua de trabalho na Universidade.

 

  1. Fazer panfletagem – envolvendo os estudantes e docentes,  na Guarita Principal da Universidade, explicando a comunidade universitária o motivo da paralisação.

 

Saudações Sindicais

Compartilhar post:

Popular

Mais como isso
Related

Em Votação: Assembleia avalia nesta terça proposta do Governo

O Comando de Greve dos trabalhadores técnico-administrativos da UFMT...

GREVE: Técnicos da UFMT avaliam nova proposta do Governo Federal

Os trabalhadores técnico-administrativos da UFMT fizeram o debate sobre...

Sintuf convoca assembleia geral de greve para quinta-feira (13)

O Sindicato dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Educação da Universidade...
Feito com muito 💜 por go7.com.br