Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Cuiabá (MT), 24 de setembro de 2018 - 07:13

Notícias

25/06/2018 09:54

Nota de apoio ao movimento estudantil e repúdio às atitudes extremistas contra  os trabalhadores técnico-administrativos

O SINTUF-MT, nos seus 40 anos de história, sempre esteve à frente da luta pelos direitos da comunidade acadêmica, seja dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Educação, Terceirizados, Docentes, e Discentes. A luta para que os futuros discentes venham usufruir de um ensino público e de qualidade. Trata-se de uma instituição que sempre prezou pelo respeito e autonomia das organizações políticas na UFMT, seja como mediador, ou proponente de demandas em defesa dos direitos.

A crise que vive as universidades públicas é fruto de projetos arquitetados para desmontar a educação pública, abrindo o flanco para os grandes grupos do setor privado da educação.  Tais medidas são concretizadas pelo Decreto 9262, que extingue mais de 60 mil cargos do serviço público, pela PEC 55 / EC 95, que congelou os gastos públicos por 20 anos, e  pela Lei das Terceirizações, que abre as porteiras para a privatização em ampla escala.

Um dos reflexos dessa crise apresentou-se na política de alimentação estudantil da UFMT. O SINTUF-MT se coloca  a favor da luta dos estudantes, por entender que se trata de uma luta em defesa da universidade pública, mas também porque houve falta de diálogo na resolução dos problemas. Em nosso entendimento, as medidas adotadas pela reitoria não estão de acordo com os anseios da comunidade acadêmica. Nesse sentido, o sindicato ocupou os espaços de debate para discutir uma alternativa à crise enfrentada. Dentre as medidas, os trabalhadores técnico-administrativos defendem que a Universidade assuma o controle direto do RU, dando utilização a cozinha recentemente reformada e função produtiva a Fazenda Experimental, retomando o RU como um espaço de aplicação pedagógica e científica dos cursos da UFMT.

A participação do SINTUF nos debates ocorreu de acordo com o costumeiro diálogo e respeito a essa luta justa e necessária do Movimento Estudantil. 

Repúdio 

O SINTUF-MT manifesta nesta nota a preocupação com alguns fatos desagradáveis que aconteceram durante a luta.  Temos a clareza que o Movimento Estudantil não compactua com a falta de respeito pessoal e profissional, como agressões verbais aos técnicos administrativos. São atitudes, que de forma indireta, desrespeitam a história do Sintuf-MT no compromisso com a luta nessa Universidade. Tais fatos chegaram ao SINTUF-Mt através de seus sindicalizados com pedidos de providência.

O SINTUF entende que essas ações tentam prejudicar a relação entre técnicos e estudantes, criando uma falsa contradição entre a luta dos técnicos e dos estudantes. Reiteramos o nosso compromisso com o Movimento Estudantil e reafirmamos a nossa convicção de que essas atitudes não estão vinculadas ao movimento de forma geral. 

Não pretendemos interferir nas ações dos Movimentos, mas esta nota é um alerta aqueles que pretendem desunir a luta dos Trabalhadores Técnico-administrativos, Discentes e Docentes. Temos clareza que a saída para a vitória é a luta, e esta só se conquista com unidade, e não a divisão, não vamos cair nessa narrativa.  O nosso repúdio se direciona tão somente as ações isoladas, que não colaboram com a unidade necessária da classe trabalhadora.

 

Viva a Luta dos trabalhadores da UFMT.

 


CHÁCARA DO SINTUF

Redes Sociais

Sintuf-MT

Av. Fernando Corrêa da Costa, s/nº. - Campus Universitário - Coxipó - MT - 78060-900

Tel: (65) 3028-2924 | Fax: (65) 3028-2925

E-MAIL:

sintuf@terra.com.br 

SEDE DO SINTUF-MT

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo