Notícias

24/11/2017 13:39

Greve - Trabalhadores da UFMT realizam arrastão no campus

Os trabalhadores técnico-administrativos da UFMT realizaram um arrastão no campus para convocar trabalhadores e estudantes a “engrossarem” o movimento paredista. Com faixas, cartazes, panfletos e mesmo uma banda musical, eles percorreram os blocos de Agronomia, Veterinária, Ciências Humanas, Economia, Contabilidade, e Educação e Linguagens. A próxima assembleia da categoria será realizada na terça-feira (28.11).

Veja aqui a galeria de imagens

“Estamos em greve há quase 15 dias e muito pouco tem sido noticiado. Ao mesmo tempo, o Governo Federal tem despejado dinheiro público em publicidade para enganar a população sobre a Reforma da Previdência, só na última semana ele ampliou R$ 20 milhões o já gigantesco orçamento de propaganda. É um absurda  a quantidade de ataques aos trabalhadores. Precisamos reagir”, destacou a coordenadora geral do Sintuf-MT, Leia de Souza Oliveira.

 

Em todo o Brasil, 39 universidades federais já estão em greve, com perspectivos de atingir um número ainda maior nesta semana. “Temos uma greve geral unificada no dia 05 de dezembro, para mostrar aos parlamentares que não aceitamos esta reforma da previdência. A luta é por ampliar direitos, e não para retirar. Querem nivelar por baixo, e isso não podemos admitir. Não existe rombo na previdência, o próprio relatório do Governo admitiu isso, o que eles querem é poder retirar dinheiro da previdência pra outras finalidades, é roubar o dinheiro da aposentadoria dos trabalhadores para outros interesses”, reforçou a coordenadora.

 

O arrastão na UFMT foi realizado na última terça-feira (21.11). Ações de panfletagem e mobilização seguem sendo realizadas ao longo da semana.

Eixos da Greve:

Defesa da Carreira dos TAES!

Negociação Salarial Já! Nenhum direito a menos!

Contra o aumento da contribuição previdenciária! Não à Reforma da Previdência!

Revogação do PDV!

Em defesa do ensino superior público, gratuito e de qualidade!

Em defesa dos serviços públicos!

Contra o PLS 116/17 – demissão por avaliação negativa (fim da estabilidade)

Em defesa dos hospitais universitários.

Campanhas gerais:

Participar da campanha pela revogação da reforma trabalhista

Campanha contra a retirada do título de patrono da educação de Paulo Freire.

Contra a reforma da previdência

FORA TEMER!!!

Campanhas de esclarecimento específicas:

Desmonte da carreira

Contra o Fim da estabilidade – demissão por avaliação negativa

PDV

Implicações da reforma trabalhista – terceirização nas universidades.

Em defesa da jornada de 30 horas (jornada contínua com turnos ininterruptos)

Em defesa dos Hospitais universitários! Revogação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) e em defesa dos empregos dos trabalhadores ebserhianos.

Contra a retirada de qualquer direito adquirido pela Categoria.

Reposicionamento dos aposentados, 30 horas, 26%.

Paridade entre ativos e aposentados

Contra qualquer perseguição e demissões a qualquer ativista da base da FASUBRA! Reintegração dos demitidos já!

  


Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

CHÁCARA DO SINTUF

Redes Sociais

Sintuf-MT

Av. Fernando Corrêa da Costa, s/nº. - Campus Universitário - Coxipó - MT - 78060-900

Tel: (65) 3028-2924 | Fax: (65) 3028-2925

E-MAIL:

sintuf@terra.com.br 

SEDE DO SINTUF-MT

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo