Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Cuiabá (MT), 14 de agosto de 2020 - 21:15

Notícias

05/06/2017 09:30

Trabalhadores da UFMT declaram apoio a luta dos servidores estaduais pelo RGA

Os trabalhadores da UFMT declararam apoio a luta dos servidores estaduais para garantir a sua Recomposição Geral Anual (RGA 2017). Durante assembleia geral da categoria, os técnicos administrativos repudiaram a atitude do Governo Pedro Taques em descumprir a legislação que garante este direito aos trabalhadores.

“Nós dependemos da saúde, educação, segurança, enfim, dos serviços públicos ofertados pelo Estado, que na verdade, são ofertados pelos trabalhadores do Estado. São profissionais que merecem ser respeitados e o mínimo que se espera é a recomposição da inflação. O Governo Pedro Taques insiste em beneficiar os mega agricultores e empresários, perdoando dívidas e concedendo incentivos fiscais, enfraquecendo os cofres públicos e retirando dinheiro do salário do trabalhador”, destacou a coordenadora geral do Sintuf-MT, Leia de Souza Oliveira.

 A direção do sindicato ainda orientou aos seus filiados que participem do movimento de ocupação da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, na quarta-feira (07). “É hora do trabalhador se unir e barrar essa onda de retirada de direito. Os ataques estão acontecendo em todos os níveis, de forma organizada e orquestrada, e por isso a luta também deve ser unificada”, pontuou a coordenadora do Sintuf.

Entenda a luta dos servidores estaduais:

O Fórum Sindical, entidade que reúne os sindicatos das diversas carreiras que compõe o quadro de servidores estaduais, não aceitou a proposta do Governo Pedro Taques que previa parcelamentos nos pagamentos da RGA 2017 para o ano de 2018 (3x) e a RGA de 2018 (estimada) para pagar em duas parcelas, parte em 2018 e outra parte em 2019.

 

Conforme Oficio 023/2017 encaminhado pelo Fórum Sindical, do dia 27 de maio, ao governador Pedro Taques, secretários de Fazenda, Gustavo Oliveira e de Gestão, Júlio Modesto – foi informando ser minimamente defensável perante as categorias:

 

  • Pagamento do percentual residual (3,92%) previsto na Lei 10.410/2016, em sua integralidade no mês de junho/2017;
  • Pagamento da RGA 2016 (6,58%) dentro do exercício fiscal de 2017, já que a lei 8178/2004 não foi cumprida e prevê a integralidade na data base maio;
  • Garantias do cumprimento das leis de carreiras vigentes no que tange as progressões horizontais e verticais;
  • Garantias previstas em lei do não aumento do percentual de descontos previdenciário de 11 para 14%;
  • Garantias em lei da reposição de todos os retroativos financeiros correspondentes aos parcelamentos salariais praticados nos anos de 2016 e propostos para 2017 e 2018.

Total Comunicação Assessoria


CHÁCARA DO SINTUF

Redes Sociais

Sintuf-MT

Av. Fernando Corrêa da Costa, s/nº. - Campus Universitário - Coxipó - MT - 78060-900

Tel: (65) 3028-2924 - (65) 3028-2925

E-mail: sintuf@terra.com.br 

Atendimento:  07h30 às 18 horas 

SEDE DO SINTUF-MT

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo