Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Cuiabá (MT), 26 de setembro de 2021 - 01:34

Documentos

04/03/2021 09:41

REUNIÃO SINTUF-MT E REITORIA UFMT

11 DE FEVEREIRO DE 2021

Horário: 9h00

Local: SINTUFMT 

 

Presentes: Pela direção do SINTUFMT: Luzia Melo e Léia de Souza Oliveira.

Pela Reitoria: Reitor Evandro, Helaine (SINFRA), Cendi Prado e Paulo Ribeiro (Assessoria da Reitoria) 

 

A coordenadora Luzia de Melo deu início à reunião, agradecendo a presença da reitoria, e apresentou os itens de pauta a serem discutidos.

Com a palavra o Reitor Evandro Soares informou que a gestão atual irá trabalhar, de forma humanizada, sempre pensando no bem de toda comunidade universitária e que está à disposição para discutir as demandas do sindicato. 

1) JORNADA CONTINUA -  A Coordenadora Léia manifestou preocupação do sindicato, face a suspensão da Jornada contínua de trabalho na UFMT e a paralisação dos trabalhos de fiscalização dos setores, a partir do questionamento da CGU e a decisão da Comissão de Implantação, referendada, na época,  pela reitoria. Cobrou a organização, pela Comissão de Implantação de um cronograma para conversar com as chefias de cada setor, afim de corrigir as escalas e/ou apresentar as justificativas necessárias, visando o retorno da jornada contínua. O Reitor, disse que esteve visitando alguns setores e observou que determinados setores como na biblioteca existem atribuições que não fazem atendimento ao público, e, portanto o funcionário não teria porque fazer jornada continua. Disse que concorda com a CGU nesse ponto, pois cada caso é um caso. 

Disse também que concorda com o sindicato quanto ao retorno da jornada contínua nos setores afim, conforme preconiza a legislação. Acrescentou que é preciso fazer visitas nos setores para verificar quem faz ou não atendimento ao público. Ressaltou também que existem diversos setores que trabalham 6 horas mais não faz 12 horas. E deu exemplo do HUJM, quando um servidor da CGU visitou o HUJM e alguns setores estavam fechados, pois os funcionários estavam no horário de almoço, ou estavam trabalhando no horário noturno. 

A representação do sindicato disse que as inadequações quanto ao cumprimento da Jornada Contínua devem ser observadas e o cumprimento da mesma controlada pela chefia imediata.  Além disso, o trabalho da Comissão de Fiscalização tem como objetivo verificar o cumprimento da resolução 15 do CONSUNI.  Mas o trabalho não foi possível ter continuidade em função da pandemia.  

POLITICA DE CAPACITAÇÃO - A Coordenadora Léia solicitou que seja retomado o Projeto de Capacitação, nos moldes ocorridos em outras gestões da UFMT, com a parceria entre sindicato e universidade naqueles conteúdos que possuem interface entre a gestão e o sindicato.  O Reitor junto dos demais presentes concordou que é possível a firmação de parcerias na área de capacitação.  

O Reitor disse que a SGP, coordenada pelo técnico André está desenvolvendo uma nova política de capacitação e sugeriu que o SINTUF entrasse em contato para marcar uma reunião. Destacou que observa que os programas de capacitação nem sempre estão adequados às necessidades institucionais. A representação do sindicato disse que se a Avaliação de Desempenho fosse feita de acordo com a sua concepção, o próprio resultado da avaliação indicaria onde é necessária capacitação, considerando o interesse e necessidade institucional.  Lamentavelmente a Avaliação de Desempenho na maioria dos casos, é apenas burocrática, sem envolvimento da chefia imediata que tem um papel importante nesse processo.  Destacou ainda que desconheça algum setor da Universidade, que planeje, pelo menos anualmente, as atividades do setor, envolvendo a sua equipe de trabalho. 

 

REPRESENTAÇÃO CONSEPE CONSUNI - Coordenadora Léia solicitou a administração sobre a possibilidade de garantir suplência para a representação técnica no CONSEPE, que passa por mudança do estatuto do CONSEPE, utilizando como parâmetro o regimento do CONSUNI. Informou que a representação dos técnicos no CONSEPE está incompleta, e para retomar os representantes é preciso à autorização da reitoria para fazer nova eleição.  O reitor disse que irá fazer uma nova convocação para eleição. 

INSALUBRIDADE - Coordenadora Luzia versou sobre trabalho remoto e escala de plantão em alguns setores, exemplificando com o setor de medicina. Reclamou, sobre a forma que está sendo suspenso o adicional de insalubridade e sugeriu montar comissão com presença do sindicato.   

O Reitor manifestou que considerando o momento de exceção que vivemos os setores vulneráveis que colocam em risco os trabalhadores, por ser insalubre devem ser considerados. Coordenadora Luzia disse que sobre a insalubridade é preciso fazer trabalho minucioso e que quando cortaram a insalubridade, houve uma grande injustiça, pois cortaram a insalubridade dos técnicos que trabalhavam 08 horas e dos professores que dava aula 1 vez por semana, não cortou. 

Reitor sugeriu fazer estudo dos critérios. Luzia, disse que foi conversado que a comissão acompanhe a empresa que faz estudo da insalubridade.  

Assessora da reitoria, Cendi Prado, disse que é preciso fazer uma analise com mais cuidado e ter laudo de cada setor, para saber o individual, pois cada setor trabalha de um jeito. 

O Reitor sugeriu elaborar o projeto para fazer levantamento. Coordenadora Léia sugeriu que seja feito um cronograma para deixar claro para a comunidade, os setores que serão visitados, e os que já foram, para que todos possam acompanhar o trabalho com a equipe responsável pela perícia. 

A Coordenadora Luzia cobrou a Universidade em relação aos exames periódicos e disse que a última vez foi feito a mais de 10 anos, e ainda teve problemas com a empresa contratada para os serviços, e que é um serviço muito caro.  Questiona porque não são aproveitados os profissionais da Universidade para a realização dos exames.  

 

COMISSÃO TRABALHO REMOTO - Foi deliberado que o sindicato apresente para reitoria a proposta da comissão do trabalho remoto da FASUBRA, se houver, ou de outras IES que possam ser referenciadas. 

SEGURANÇA - (CASOS HOVET E SINTUF) - Coordenadora Léia informou o reitor sobre o furto no SINTUF e relembrou os outros casos de furto que aconteceram na UFMT. 

Em seguida a secretaria de infra estrutura Helaine, disse que a UFMT comprou câmeras para colocar em todo o campus, tanto interno como externo. A equipe de infra estrutura já está aguardando a chegada dos equipamentos, fora isso a equipe de vigilância aumentou o número de rondas  e o sistema de portaria e rondas estão interligados. 

Muro quebrado - A coordenadora Helaine, informou que o servidor Guilherme e equipe de segurança fizeram pré análise e em parceria com o SINTUF vão retomar a construção do ao redor do SINTUF.

DEMANDAS INTERIOR - Coordenadora Leia cobrou a reitoria sobre a política de pessoal e saúde nos campus do interior, disse que é mais fácil para os servidores e mais econômico que cada campus tenha a sua estrutura, pois gera gastos o servidor deslocar para Cuiabá. Deu exemplo quando a necessidade de fazer exames periódicos ocupacionais e perícia médica em Cuiabá. 

O Reitor pediu que o SINTUF mandasse as sugestões por escrito, pois ele concorda com as deliberações. 

HUJM - Gestão de pessoal - RJU: Sindicato solicitou que seja resolvido o problema da gestão de pessoas do HUJM, no tocante aos trabalhadores estatutários cedidos, conforme determina o TCU e a própria empresa nacional EBSERH.  Destacou que os servidores RJU do HUJM tem dificuldades para acessar informações e orientações quanto suas demandas com a DIVGP/EBSERH.  E que a administração da UFMT desde a época da adesão dessa instituição a EBSERH, reconhece a fragilidade dessa questão, sempre informando que seria resolvido e até a presente data a demanda permanece. Destacamos que vários conflitos poderiam ser evitados e/ou resolvidos caso tivesse um profissional adequado do quadro de RJU para ser o inter locutor com os trabalhadores cedidos, vez que as legislações são diferentes bem como a política de pessoal. 

PROJETO DE EXTENSÃO E CULTURAL

  1. a) Aposentados - Foi sugerida pelo sindicato a construção de um Projeto de inclusão para os trabalhadores aposentados, para que os mesmos sintam-se acolhidos pela instituição onde passaram parte significativa de suas vidas, e que não sejam lembrados apenas nos momentos de eleição para reitor. Deu a idéia do Projeto de Universidade já ocorrido em gestões passadas na UFMT. 

O Reitor solicitou que o SINTUF encaminhasse o projeto de extensão para reitoria. 

  1. b) ARTE - Foi ainda sugerido a construção de Projetos aproveitando o potencial do Museu de Arte e Cultura Popular, a exemplo do ocorrido em momentos pretéritos, como o Projeto Pintando 7 para servidores e para filhos dos servidores - Após coordenadora Léia explicar sobre o projeto,  o Reitor solicitou que o SINTUF  encaminhasse o projeto por escrito para reitoria. 

Sem mais a ser discutido, reunião foi encerrada e vai assinada pela coordenadora Luzia Machado de Melo.

Coordenadora Geral do SINTUF-MT


CHÁCARA DO SINTUF

Redes Sociais

Sintuf-MT

Av. Fernando Corrêa da Costa, s/nº. - Campus Universitário - Coxipó - MT - 78060-900

Tel: (65) 3028-2924 - (65) 3028-2925

E-mail: [email protected] 

Atendimento:  07h30 às 18 horas 

SEDE DO SINTUF-MT

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo